O ano de 2020 veio desafiador! Com uma pandemia devido a proliferação da COVID-19 a nível mundial, as empresas, e consequentemente o mercado de trabalho, tiveram que se reinventar. Algumas tendências já observadas antes do isolamento social, se reafirmaram e tiveram um crescimento acelerado. É o caso da Tecnologia, que aparece entre as cinco Indústrias em alta, acompanhadas por Saúde, Agronegócio, Infraestrutura e Logística, segundo Guia Salarial 2021 Robert Half .

Com a aceleração da transformação digital, os profissionais de tecnologia ganharam mais espaço no mercado. As empresas contam com estes especialistas para ajudar na adaptação dos seus negócios, e buscam avidamente os profissionais com essas habilidades. Porém, isso não é uma tarefa fácil. Quem quiser aproveitar as oportunidades geradas pela pandemia, vai começar a se especializar o quanto antes e garantir espaço e ótimas remunerações no mercado.

Mas dar os primeiros passos rumo a uma nova profissão não costuma ser uma tarefa fácil. Por isso viemos aqui te ajudar e te guiar neste caminho. Fizemos algumas pesquisas e levantamentos, identificamos três grandes áreas que prometem serem as mais promissoras em número de vagas e que pode ser o seu pontapé inicial na área de Tecnologia voltado para programação:

Desenvolvedores: profissionais capacitados para criar aplicativos e softwares.

Analistas, cientistas e engenheiros de dados: profissionais que atuam em coleta, compilamento, análise e interpretação de grandes volumes de dados.

Especialistas em machine learning e inteligência artificial: profissionais que atuam com o desenvolvimento de sistemas inteligentes.

Hoje, vamos te guiar para iniciar na Carreira de Programação. Iremos responder algumas perguntas básicas para você saber por onde começar a sua caminhada.

Quais possibilidades de atuação de uma pessoa programadora?

Quais as principais linguagens para iniciantes?

Como aprender a programar?

Como inserir no mercado?

Quais possibilidades de atuação de uma pessoa programadora?

Primeiro viemos te explicar como você pode atuar como dev. Dentro da área de programação, existem as principais possibilidades: Front-end, Back-end, Mobile e Full Stack.

Back-end : O programador de back-end é responsável pelas regras de negócio, segurança, banco de dados e integração de webservices. Basicamente tudo que faz com que o negócio se torne viável, é papel dele. Dentre suas principais atividades estão a de programar, codificar, testar os projetos criados e fazer a manutenção dos sistemas, sempre pensando em maneiras que tornem a experiência do usuário mais fácil e rápida.

Front-end: O desenvolvedor front-end é responsável por tudo que vê em um navegador, por criar uma interface de um site ou aplicativo web. A ele será atribuído a estrutura da página (cabeçalho, rodapé, colunas e imagens em seus devidos lugares), o estilo (aparência, núcleos, fontes) e o fluxo de navegação entre a página, de forma que o consiga navegar pela aplicação com boa fluidez .

Móvel: Na área móvel é possível desenvolver o App Nativo, para uma plataforma específica (IOS ou Android), ou App Híbrido, que usa recursos tanto da internet ou dispositivo e tem uma capacidade de ser definida em diferentes plataformas. Em ambos os casos, apesar do resultado ser muito visual, o desenvolvedor precisa ter um conhecimento multitecnologia, ou seja, é preciso conhecer das diversas áreas da programação. Os conhecimentos de back-end são muito importantes quando é preciso modelar bancos de dados, relacionar tabelas. Também é importante saber de UI / UX (interface do usuário / experiência do usuário) para conseguir alinhar com o designer ou que será melhor para o usuário.Além disso, é muito comum que em aplicações mobile haja necessidade de lógica de negócio mais robustas com tratamento de dados, conhecimentos em algoritmos,

Full Stack: O profissional full stack obtém conhecimento tanto em front-end quanto em back-end. Ele consegue participar de todas as etapas do projeto, que vai desde levantar como necessidade do projeto, desenvolver o sistema e fornecer-lo no ar. Não é necessário dominar 100% todas as áreas, mas é preciso saber se virar em todas elas, e ser capaz de aprofundar em determinado tema caso seja necessário.

Quais as principais linguagens para iniciantes?

Para programar, você tem conversar com os programas, a modo que eles entendam os seus comandos. Mas como linguagens que você deve aprender pode variar conforme o objetivo de sua carreira. Separamos as principais.

JavaScript (JS): excelente linguagem para quem está iniciando. O JS é multiplataforma, isso quer dizer que você vai encontrar-lo em todas as plataformas que você queira, como mobile, web, back-end, servidores e muito mais. Outro ponto importante é que o JavaScript é umas das linguagens mais ativas no mundo em termo de comunidade, o que te desenvolve um suporte global na hora que precisa de ajuda. E, por último, e não menos importante, o JS é uma linguagem única de programação integrada, possível de usar dentro do navegador. Com ele, basta abrir a aba do console do navegador, clicar em inspecionar e começar a escrever seu código.

Python: moderna, popular e fácil de aprender. Esta linguagem possui conceitos simples e permite que você aprender como a lógica de programação funciona. A área forte de Python é dados, sendo fundamental para Data Science (estudo da análise de dados), Machine Learning (análise de dados que automatiza a construção de modelos analíticos) e Big Data (análise e interpretação de grandes volumes de dados).

Como aprender a programar?

Para você se tornar uma pessoa programadora, não é necessário ter nível superior. Quando pensamos em tecnologia, a faculdade costuma estar atrasada em relação aos cursos profissionalizantes. Isso acontece porque um grau curricular de uma graduação não consegue acompanhar os avanços tecnológicos.

Por isso, o caminho mais rápido e eficaz são os cursos intensivos. Em cursos como o Programação do Zero , você aprenderá as melhores e mais atuais tecnologias do mercado e mais do que isso, você irá aprender as habilidades exigidas pelo mercado de trabalho, que vão muito além de somente as habilidades técnicas. Você vai poder ter contato e orientações de professores e profissionais do mercado e ainda poderá aprender outras competências complementares, como principais competências soft para uma profissão.

Vale a pena pesquisar e investir em cursos que têm o comprometimento na qualidade de ensino e estar atualizado com as demandas do mercado. Alguns suportam formas de financiamentos conhecidos como Sucesso Compartilhado , que você faz o curso e só começa a pagar quando conseguir renda.

Como inserir no mercado?

A experiência é um ponto crucial quando estamos iniciando uma carreira. Mas a área de Programação tem algumas vantagens que vão te ajudar neste momento. A primeira delas é o Github, plataforma de hospedagem de código-fonte e recursos que permitem aos programadores contribuir em projetos. Teste, experimente, mostre a qualidade do seu trabalho, do seu código. Isso te experiência técnica e você escolher a montar seu portfólio.

Busque experiência de voluntários. Pequenas empresas, associações sem fins lucrativos ... Lá você terá a oportunidade de criar e fazer a diferença. Será uma experiência enriquecedora para seu currículo e para sua vida.

Participe de imersões e maratonas de Programação. É muito comum encontrar esses eventos, inclusive de forma totalmente on-line. Neles, você terá formações imersivas e super intensivas com muita informação técnica. E ainda conhecer pessoas das áreas.

Leia códigos dos outros! Você vai aprender padrão de projeto, bibliotecas, maneira de programar. Tudo isso te expõe amadurecimento técnico para enfrentar desafios e conhecimentos.

Procure ajuda! Construa network adicionando profissionais da área. A comunidade de programação é composta por pessoas abertas à comunidade de colegas, compartilhando diariamente e todas as dúvidas. Peça ajuda para começar, bata um papo, conte sua história.

Agora é só começar! Lembre-se que nós, da Cubos Academy , estamos aqui para ajudar. Temos experiência em Cubos Tecnologia , que atua no mercado há mais de sete anos, e por isso sabemos o que o mercado exige de um profissional. Nossos curso tem essa premissa como base para formarmos talentos conectados com a demanda do mercado. Entre em contato com a gente que ficaremos felizes em te ajudar!

Confira outros conteúdos:

Websérie Experiência Cubos Academy - Conheça a história de pessoas que não sabiam nada de programação e estão transformando sua vida com o curso Programação do Zero.

Websérie Como Iniciar sua Carreira em Programação - Dicas dos nossos professores e programadores para quem está iniciando uma carreira de desenvolvedor.

Webinar Transição de Carreira para Programação - Saiba como profissionais mudaram para uma área de programação e confira como dicas de recrutadores para te ajudar neste reposicionamento profissional.

E-book Transição de Carreira para Programação - Compilamos todas as dicas do webinar em um e-book para você!

Dicionário Programação do Zero - Aprenda o significado dos principais termos da área de Tecnologia.

Curso Gratuito Aprenda a Criar Aplicativos - Curso completo para você desenvolver seu próprio aplicativo Android.