Criar uma solução tecnológica do zero ou identificar a causa de problemas em soluções já existentes são atividades complexas e que envolvem diversas etapas e metodologias. O processo de planejamento estratégico de tecnologia e produto é fundamental em ambos os casos.

Neste post, vamos explicar como esse procedimento funciona aqui na Cubos. Você descobrirá os benefícios da imersão em diferentes situações e quais etapas compõem essa atividade. Acompanhe!

O que é e para que serve o processo de imersão?

O processo de imersão ou de planejamento estratégico de tecnologia e produto tem como objetivo encontrar uma solução mais eficiente para alcançar determinado objetivo.

Ele tanto pode ser aplicado para criar uma ideia do zero, como o lançamento de um novo negócio digital, quanto para solucionar problemas em plataformas que já existem, como o redesign de um projeto para melhorar a experiência dos usuários ou aumentar o engajamento.

O processo de imersão é formado por uma série de etapas que podem utilizar metodologias diversas. Aqui na Cubos, baseamos nossos processos de design e produto na metodologia Double Diamond, utilizando recursos e ferramentas do Design Thinking.

Vamos supor que você deseja desenvolver algum produto novo ou resolver algum problema que tenha surgido em um produto que já existe. Quais são os passos iniciais?

Para começar, é importante que você conheça seu negócio, seu mercado e seu cliente. É isso que fazemos na primeira etapa da imersão, como explicaremos mais à frente. Só a partir desse mapeamento é possível estudar o que pode e deve ser feito, o que precisa ser mudado e quais as possibilidades de atuação.

O processo de imersão, portanto, serve para que você tenha uma visão abrangente sobre seu produto ou serviço e com isso consiga buscar soluções eficientes para a resolução de problemas ou desenvolvimento de produtos com mais chance de atender as necessidades dos usuários e se destacar no mercado.

Quais as vantagens desse processo?

O sucesso de qualquer negócio depende dos feedbacks positivos e negativos que recebe do seu cliente. A experiência do usuário é parte importante do processo de avaliação dos serviços e produtos de qualquer marca ou empresa.

Organizações que se preocupam em atender as necessidades dos usuários e estão dispostas a inovar têm maior destaque em seu nicho de atuação e maior potencial competitivo. O processo de imersão e planejamento estratégico de tecnologia e produto passa por diversas etapas, que é o que falaremos no próximo tópico.

Como funciona um processo de imersão?

Agora que você já sabe o que é o planejamento estratégico de tecnologia e produto, vamos explicar como desenvolvemos esse serviço aqui na Cubos. Conheça as etapas da imersão a seguir.

Mapeamento

Inicialmente, precisamos compreender o objetivo que o cliente deseja alcançar e o cenário em que ele está inserido. Nesta etapa, a principal meta é identificar o público-alvo e seu perfil comportamental para entender de que forma podem ser criadas soluções criativas e eficientes.

Para isso, como mencionamos anteriormente, fazemos um levantamento completo sobre o negócio e seus clientes. Por meio de ferramentas como pesquisas de benchmarking, pesquisa com usuários e análise macroeconômica, entre outras, mapeamos todo o cenário competitivo.

A partir das informações levantadas, estabelecemos diferenciais, pontos a serem destacados e planos de ação para o produto. Essa fase inicial faz parte do processo que toda empresa deve fazer para ter consciência sobre seu negócio e o mercado no qual está inserido.

Ideação

Com todos os detalhes em mãos, começamos a fase de verificação de quais alternativas podem ser adotadas. Focamos nos aspectos que façam mais sentido para o usuário e que sejam diferenciais no mercado.

As ideias mais promissoras são selecionadas para serem testadas, com estética, fluxos de navegação e requisitos definidos. Tudo deverá ser analisado para avançarmos para o desenvolvimento do protótipo.

Desenvolvimento de protótipo

Aqui é hora de materializar o produto de forma visual de acordo com as soluções que já foram estudadas e estruturadas anteriormente. O projeto deve atender às necessidades da própria empresa enquanto negócio e também de seus clientes. Nesta etapa, criamos telas e protótipos interativos para serem validados.

Testes

Após a criação do protótipo, chegamos ao momento de colocar o material produzido à prova, para validar as escolhas e decisões do projeto. Para isso, nos baseamos em uma série de métricas de usabilidade e testes diversos, como testes de usabilidade e testes A/B.

Entrega

Com base em todo o trabalho desenvolvido, geramos a documentação do produto e o MVP para serem entregues ao cliente. Após o lançamento, é fundamental manter um monitoramento para entender se o novo produto ou serviço realmente alcançou as expectativas do público e quais inovações podem ser implementadas, em um processo de melhoria contínua.

Quais metodologias utilizamos na imersão na Cubos?

A depender da necessidade de cada caso, diversas metodologias podem ser utilizadas. Para as etapas de mapeamento e ideação, por exemplo, algumas opções são Matriz CSD (certezas, suposições e dúvidas), mapa de jornada e experiência do usuário e co-criação.

Já na fase de testes, como falamos, podem ser usados testes de usabilidade e testes A/B, mas também outras ferramentas e metodologias, como mapas de calor.

De forma bastante resumida, este é o processo de planejamento estratégico de tecnologia e produto que desenvolvemos aqui na Cubos. Por meio dele, conseguimos validar ideias de negócios e identificar soluções eficientes para os mais diversos objetivos.

Tem uma ideia e precisa validá-la? Entre em contato conosco por meio do formulário em nosso site e a gente realiza esse processo com você!